Rating: 2.8/5 (286 votos)

ONLINE
1



CLIKE AQUI PARA ACESSAR O CHAT

 

DSD

 

 

 dsd

          

 



 

 



Cruzeiro

Cruzeiro

A História

 

 

FUNDAÇÃO

O Cruzeiro Esporte Clube foi fundado em 2 de
janeiro de 1921 por desportistas da colônia italiana de Belo Horizonte com o
nome de Societá Sportiva Palestra Itália. As cores adotadas foram as mesmas da
bandeira italiana: verde, vermelho e branco. O primeiro uniforme do clube foi
camisa verde, calção branco e meias vermelhas. O clube foi restrito apenas à
participação de elementos da colônia até o ano de 1925, quando abriu as portas
para desportistas de qualquer nacionalidade.
 
Primeira Partida

O primeiro jogo do Palestra
aconteceu no dia 3 de abril de 1921, no estádio do Prado Mineiro. O Palestra
venceu por 2 a 0 um combinado formado por jogadores de dois times de Nova Lima (
Villa Nova e Palmeiras). Porém, a primeira apresentação oficial da nova equipe
ao público foi em um jogo contra o Atlético-MG. Vitória Palestrina por 3 a 0. A
equipe era composta por Nullo, Henriqueto e Polenta; Grande, Gallo e Checchino;
Pederzoli, Parizi, Nani, Attílio e Armandinho.

Classe
trabalhadora


Além de se caracterizar como uma equipe de descendentes
de italianos, o Palestra também se destacava por possuir elementos da classe
trabalhadora de Belo Horizonte. No corpo social do Palestra prevaleciam homens
da profissão de pedreiros, policiais, pintores, comerciários e marceneiros, que
eram os filhos dos imigrantes que vieram construir a capital do estado de Minas
Gerais, Belo Horizonte, em 1894, e que herdaram de seus pais a mesma
profissão.
Mudança de Nome

Em
janeiro de 1942, o Brasil entrou na 2ª Guerra Mundial e um decreto lei do governo federal impediu o uso de
termos das nações inimigas em entidades, instituições, estabelecimentos, etc.
Com isso, o nome Itália foi retirado e a diretoria e os sócios do clube levaram
10 meses para criarem um nome e um novo símbolo para o clube que fosse
totalmente brasileiro. Em outubro, um consenso dos diretores aprovou o nome
Cruzeiro Esporte Clube por ser a constelação do Cruzeiro do Sul o maior símbolo
da pátria brasileira. O uniforme também mudou para camisa azul, calção e meias
brancas. Antes de se tornar Cruzeiro, o clube se chamou Palestra Mineiro, nome
criado em 30 de janeiro de 1942. Também se chamou Ypiranga em apenas uma
partida, no dia 07 de outubro de 1942, quando perdeu para o arqui-rival
Atlético.


Sequência de Títulos

Na década de 1990 o Cruzeiro
iniciou uma impressionante sequência de 15 anos ganhando pelo menos um título
por ano. Foram duas Supercopas da Libertadores (1991 e 1992), uma Recopa
Sul-Americana (1998), quatro Copas do Brasil (1993, 1996, 2000 e 2003), uma Copa
Ouro (1995), uma Copa Master da Supercopa (1995), duas Copas Sul-Minas (2001,
2002), oito Campeonatos Mineiros (1990, 1992, 1994, 1996, 1997, 1998, 2003,
2004) uma Copa Centro-Oeste (1999), duas Copa dos Campeões Mineiros 1991,(1999),
um Supercampeonato Mineiro (2002), além da segunda Taça Libertadores da América (1997) e do Campeonato Brasileiro
de 2003, o primeiro disputado por pontos corridos, em turno e
returno.

Grandes craques

Eduardo Gonçalves Andrade, o
Tostão, foi o maior artilheiro e o maior jogador da história do clube. Em 378
partidas jogadas (de 1963 a 1972), fez 248 gols. Foi o primeiro atleta de um
clube mineiro a disputar uma Copa do Mundo, em 1966.

Zé Carlos - José
Carlos Bernardo chegou ao clube em 1966 vindo do Sport de Juiz de Fora/MG e foi
o jogador que mais atuou pelo clube; em 628 partidas (de 1966 a 1977) fez 83
gols.

Dirceu Lopes Mendes começou a carreira no Juvenil do Pedro
Leopoldo, de onde veio para o Cruzeiro em 1963. Atuou em 601 partidas fazendo
224 gols com a camisa do Cruzeiro. Nos profissionais atuou de 1964 a 1976