Rating: 2.8/5 (279 votos)

ONLINE
1



CLIKE AQUI PARA ACESSAR O CHAT

 

DSD

 

 

 dsd

          

 



 

 



Maradona

Maradona

Jogador                   argentino de futebol, campeão do mundo em 1986 e considerado                   de forma unânime como um dos melhores jogadores de todos                   os tempos. A magia da camisa 10 perdura na memória                   de todos os argentinos, em uma espécie de veneração                   e agradecimento eterno pela alegria proporcionada pelo craque.                   Em sua galeria de jogadas antológicas está a famosa                   e controvertida "mão de Deus", além                   do gol mais espetacular do século.

     
                       
 

Diego             Armando Maradona nasceu no dia 30 de outubro de 1960, em um bairro             precário do subúrbio de Buenos Aires chamado Villa Fiorito.             Filho de um operário, começou a jogar futebol aos 9             anos num time infantil, Los Cebollitas. Em 1976, aos 15 anos, foi             contratado pelo Argentino Juniors, um time de primeira divisão.             Um ano depois foi convocado para jogar na seleção nacional.             Era chamado "el pibe de oro" (o garoto de ouro). Em 1980             foi vendido ao Boca Juniors e dois anos mais tarde ao Barcelona da             Espanha. Em 1984 foi contratado pelo Nápoli da Itália             e lá ganhou dois campeonatos italianos em 1986/87 e 1989/90,             uma Copa Italia (1987), uma Copa Uefa (1989) e uma Supercopa Italiana             (1990). Aos 17 anos já estava entre os 25 melhores jogadores             argentinos, mas não maduro o suficiente para fazer parte do             time que consagrou a Argentina como campeã do mundo em 1978.

 
                       
 

 

Em             1979 ele foi o capitão do time que ganhou o campeonato mundial             sub-21. A performance de Maradona deixou muito a desejar no mundial             da Espanha 1982, quando foi expulso num jogo contra o Brasil. Já             no mundial do México 1986 - seu auge como jogador - ele conduziu             a vitória da seleção argentina contra a Alemanha             (3-2) na final. Nessa copa, um inspirado Maradona marcou o que logo             viria a ser o gol do século: partindo do campo de defesa argentino,             driblou 10 (!) jogadores ingleses e meteu a bola na rede. Na Copa             de 1990 ele levou a Argentina à final, mas tiveram que se contentar             com um segundo lugar, perdendo por 1-0 contra a Alemanha.

 
                       
 

A             relação de Maradona com as drogas se torna pública             pela primeira vez em 1991,quando foi expulso do Nápoli após             falhar em um teste anti-doping. Voltou então à Espanha,             jogando agora pelo Sevilha e logo à Argentina para jogar pelo             Newell's Old Boys. Esse problema com as drogas voltaria a ser um pesadelo             na Copa de 1994, quando o teste anti-doping detectou que ele havia             utilizado "ephedrina" e a FIFA o proibiu de jogar por um             ano. A seleção argentina, que dependia muito de seu             capitão, acabou sendo derrotada nas oitavas-de-final pela Romênia.             Depois desse ano e passada a suspensão, Diego voltou ao Boca             Juniors, onde jogou até 1997. No dia do seu 37° aniversário             se retirou definitivamente dos campos de futebol. 

 
                       
 

             Durante o ano 2000 esteve em uma clínica de recuperação             em Cuba, onde decidiu escrever seu livro autobiográfico entitulado             "Yo soy el Diego". Anos depois, na Argentina, ele aceitou o desafio de apresentar seu próprio programa de televisão, "La Noche del Diez", com grandes convidados nacionais e internacionais.

Diego tem fama de ser um absoluto padre  coruja com suas duas filhas, Dalma e Gianinna. Além disso,  tem uma tatuagem do Che Guevara no braço direito.  Esse e outros aspectos do deus-pessoa inspiraram o documentário  biográfico "Maradona by Kusturica" (2008), produzido pelo genial cineasta servo.

 

 
                       
 

692               Jogos Oficiais
              241 na Argentina (Argentinos Juniors 166, Boca Juniors 70 e Newell's               Old Boys 5), 58 no Barcelona (Espanha), 259 no Nápoli (Itália),               29 no Sevilha (Espanha) e 105 pela seleção nacional               argentina.

 
                       
       

353               Gols
              116 no Argentinos Juniors, 35 no Boca Juniors, 38 no Barcelona,               115 no Nápoli, 7 no Sevilha, 8 na seleção sub-21               argentina e 34 na seleção nacional, sendo 8 em copas               do mundo.

10               Títulos
              Copa do Mundo Sub-21, em 1979
              Boca Juniors, em 1981
              Barcelona (Copa do Rei), em 1983
              Copa do Mundo no México, 1986
              Nápoli, 1987
              Copa Itália, 1987
              Copa UEFA, 1989
              Nápoli, 1990
              Supercopa Italiana, 1991
              Copa A. Franchi, 1993